Schwarzenegger adverte para gravidade da crise fiscal na Califórnia

O governador Arnold Schwarzenegger advertiu nesta segunda-feira para as consequências devastadoras sobre a Califórnia caso o Congresso não revise o Orçamento do Estado, considerando a atual crise financeira mundial.

AFP |

Três semanas após ter declarado o "estado de emergência fiscal" no Estado, Schwarzenegger afirmou em entrevista coletiva, em Los Angeles, que as coisas não estão para "a politicagem", criticando diretamente os legisladores locais da maioria democrata.

Há seis meses, Schwarzenegger e o Congresso se enfrentam sobre o Orçamento estadual, que foi promulgado no final de setembro, com o objetivo de solucionar um déficit orçamentário estimado em 15 bilhões de dólares.

Diante da crise econômica, que afeta especialmente os Estados Unidos, Schwarzenegger convocou uma sessão extraordinária da Assembléia para discutir a questão.

Na semana passada, o governador vetou uma proposta de emenda apresentada pelos legisladores, afirmando que ela não resolvia nada e que é imperativo realizar mais cortes de despesas, advertindo que o Estado pode ficar sem dinheiro para funcionar.

Após estimar que em 2010 o déficit poderá chegar a 42 bilhões de dólares, Schwarzenegger anunciou na sexta passada que firmou um decreto que prevê dois dias de folga não remunerada por mês para os funcionários públicos do Estado e ameaçou reduzir salários ou até demitir em 2009.

Leia mais sobre: crise - Calofórnia

    Leia tudo sobre: califórniacrise financeira global

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG