Sauditas estão satisfeitos com postura de Obama em relação ao mundo árabe

O ministro saudita das Relações Exteriores, o príncipe Saud Al-Faysal, elogiou, nesta terça-feira, a boa vontade demonstrada pelo presidente americano, Barack Obama, de manter uma relação forte com o mundo árabe.

AFP |

Al-Faysal destacou a "orientação positiva" da política em relação ao Oriente Médio da nova administração americana, e comemorou "a boa vontade de Obama em manter uma relação forte e frutífera com o mundo árabe".

As declarações do chanceler saudita foram uma reação a uma entrevista recente de Obama, transmitida pela rede de televisão árabe Al-Arabiya.

"O problema do Oriente Médio continua sendo o eixo das crises na região", e sua solução "contribuirá automaticamente para a resolução de outras crises regionais", acrescentou o ministro saudita à Al-Arabiya, um canal de televisão de capital saudita cuja sede fica em Dubai.

Neste contexto, Al-Faysal destacou a disposição dos países árabes para discutir com a administração Obama seu plano de paz, que prevê uma normalização com Israel em troca da retirada israelense dos territórios árabes conquistados na guerra de 1967.

"Os Estados árabes (...) não têm qualquer reserva quanto a um diálogo frutífero para responder a todas as questões feitas pela administração americana sobre o plano" de paz árabe, indicou o ministro saudita.

Em sua entrevista à Al-Arabiya, Obama ressaltou que chegou o momento de israelenses e palestinos se sentarem na mesa de negociações.

O presidente americano também garantiu que manterá os compromissos com o mundo árabe assumidos durante sua campanha eleitoral.

tm/ap/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG