Satélite sul-coreano se perdeu por não atingir velocidade ideal

Seul, 26 ago (EFE).- O satélite científico lançado nesta terça-feira pelo primeiro foguete espacial da Coreia do Sul não atingiu a velocidade necessária e por isso não entrou em órbita, informou hoje o Governo de Seul.

EFE |

O Ministério da Educação sul-coreano disse que nenhum dos revestimentos que isolavam o satélite se separou a tempo, o que acrescentou um peso extra à última fase da missão, que acabou o impedindo de chegar a orbitar, informou hoje a agência de notícias "Yonhap".

No entanto, o Ministério sul-coreano ressaltou que as duas fases do foguete lançado ontem do centro espacial Naro, na província de Jeolla, na Coreia o Sul, se separaram com sucesso e no momento previsto.

"A segunda fase do foguete não gerou o impulso necessário para manter o satélite em órbita pelo peso extra do revestimento", detalhou à imprensa o vice-ministro de Ciência e Tecnologia sul-coreano, Kim Jung-hyun.

O problema fez com que a estabilização e a navegação da última fase falhassem, o que modificou a trajetória do foguete e fez com que este liberasse o satélite a 387 quilômetros de altitude, em vez dos 302 quilômetros planejados.

A velocidade do satélite foi, então, para 6,6 quilômetros por segundo, abaixo dos 8 quilômetros por segundo necessários para entrar em órbita. Por isso, acredita-se que tenha caído em direção à Terra e se desintegrado na atmosfera.

Com o lançamento de seu primeiro foguete, o "Naro-1" ("KSLV-1"), fabricado com colaboração russa, a Coreia do Sul busca o início de um programa que a tornará a décima potência espacial do mundo, junto a outros países asiáticos como China, Japão e Índia. EFE ce/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG