O satélite europeu GOCE, cujo lançamento está previsto para segunda-feira da base de Plesetsk (norte da Rússia), permitirá, graças a uma medição precisa da gravidade, conhecer melhor as correntes oceânicas, os movimentos tectônicos e o comportamento dos vulcões.

O GOCE (acrônimo em inglês para Missão de Estudo da Gravidade e da Circulação Oceânica em Regime Estável) está equipado com seis acelerômetros ultrassensíveis para medir as variações da ordem de dez mil milmilionésimos do campo gravitacional terrestre e traçará um mapa de alta resolução da forma do globo terrestre, que não é perfeitamente esférico e registra uma divisão desigual de massas tanto em sua superfície como em seu interior.

Os dados recolhidos permitirão conhecer melhor o impacto da gravidade nas correntes oceânica e o nível das marés, fundamentais para a compreensão da evolução do clima planetário, e também fazer mais progressos no conhecimento da estrutura interna da Terra, principalmente na distribuição do magma.

Por último, os dados de altitude terão igualmente aplicação nos setores da construção e urbanismo, segundo a Agência Espacial Europeia (ESA).

Seu lançamento, previsto inicialmente para 2007, foi adiado várias vezes e agora será realizado às 14H21 GMT de Plesetsk, através do Rockot, um míssil intercontinental SS-19 cujo terceiro estágio foi transformado para acolher satélites.

boc/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.