Sarkozy volta a nomear Fillon como primeiro-ministro

François Fillon havia apresentado pedido de demissão no sábado ao presidente francês

EFE |

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, voltou a nomear, neste domingo, François Fillon como primeiro-ministro, depois da demissão apresentada pelo político no sábado. Em comunicado da Presidência, Sarkozy informou que encarregou Fillon de propor um novo governo.

O primeiro-ministro emitiu uma declaração oficial na qual afirma a "fidelidade" de seu compromisso "ao lado de Nicolas Sarkozy, em resposta a sua confiança". Fillon, que deve anunciar a composição de seu novo governo ainda neste domingo, destacou em seu comunicado que leva em conta "a responsabilidade deste período difícil".

"Desde 2007, apesar das provas, das resistências, dos ataques, o presidente da República permaneceu fiel a seu rumo reformista, com o apoio constante da maioria parlamentar", continuou o primeiro-ministro. Fillon também se referiu à "severa crise econômica e financeira mundial" e assegurou seu compromisso "sob a autoridade de chefe de Estado" para guiar a França "para uma nova etapa, que deve permitir o país a reforçar o crescimento de sua economia".

O cargo de primeiro-ministro pareceu, nas últimas semanas, se afastar de Fillon, já que os meios de comunicação franceses citaram, insistentemente, o ministro da Ecologia, Jean-Louis Borloo, como seu sucessor. No entanto, esta semana voltaram a ocorrer especulações sobre a possível permanência do político no cargo.

    Leia tudo sobre: sarcozyfrançaprimeiro-ministro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG