Sarkozy visita lugares da infância de Bruni em Turim

Roma, 10 jul (EFE).- O presidente da França, Nicolas Sarkozy, e a mulher, Carla Bruni, viajaram hoje para Turim, onde visitaram os lugares em que a ex-modelo cresceu e o túmulo do irmão da também cantora, Virginio, que morreu em 2006, aos 46 anos, após uma longa doença.

EFE |

Segundo a imprensa italiana, Sarkozy e Bruni desembarcaram no aeroporto de Turim por volta das 14h30 (9h30 de Brasília). Os dois ficaram na cidade até 17h30 (12h30 de Brasília), quando partiram de volta para Paris.

Durante as horas em que ficaram na cidade, o casal visitou o Cemitério Monumental, onde estão enterrados o irmão de Bruni, Virginio, e outros familiares da primeira-dama francesa.

Sarkozy e a mulher também estiveram na residência dos Bruni na localidade de Castagneto Po. A propriedade, um castelo típico de um conto de fadas, foi vendido em maio para um príncipe saudita, por 17,5 milhões de euros.

Apesar de o castelo não pertencer mais à família de Bruni, o casal pôde percorrê-lo e comer em seus jardins, já que o príncipe saudita que comprou o local é amigo de Sarkozy, disseram os empregados da propriedade ao jornal "La Stampa".

Com a visita, o presidente francês atendeu a um pedido de Bruni feito há algum tempo, disse ontem a mesma publicação.

Bruni nasceu em 23 de dezembro de 1968, em Turim, onde viveu com os pais e os irmãos Virginio e Valeria até os 6 anos. Em 1973, toda a família se mudou para Paris, devido às ameaças a empresários italianos feitas pelo grupo terrorista Brigadas Vermelhas.

Em 2006, após a morte Alberto Bruni, a ex-modelo soube que este não era seu pai biológico e que seu pai verdadeiro, Maurizo Remmert, vive no Brasil. EFE ebp/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG