Sarkozy vê poucas esperanças de achar sobreviventes do avião desaparecido

Paris, 1 jun (EFE).- O presidente francês, Nicolas Sarkozy, disse hoje que as esperanças de encontrar sobreviventes do avião da Air France desaparecido hoje são muito fracas e que não se sabe o que aconteceu com esse voo que cobria a rota Rio de Janeiro-Paris.

EFE |

Sarkozy foi ao aeroporto parisiense Charles de Gaulle, onde foi criada uma célula especial de crise para receber os parentes dos passageiros do voo AF447 da companhia francesa, a bordo do qual viajavam 228 pessoas e que desapareceu hoje.

"Não há nenhum elemento concreto sobre o que aconteceu", acrescentou Sarkozy, que disse que esta é "uma catástrofe como a companhia Air France nunca conheceu".

Sarkozy disse que a França enviou à área "navios e aviões" e acrescentou que "nossos amigos espanhóis estão nos ajudando, os brasileiros estão nos ajudando muito também".

"Pedimos ajuda, incluindo aos americanos, por meio de satélites, em primeiro lugar para localizar o lugar onde aconteceu a catástrofe", acrescentou o presidente francês.

"É preciso fazer tudo o possível para recuperar o máximo de elementos do avião, um Airbus A330, para entender o que aconteceu", disse Sarkozy, que admitiu que a busca será "extremamente difícil", porque "a área é imensa, centenas de quilômetros e, claro, este drama aconteceu em plena noite em cima do Atlântico".

Segundo o presidente francês, que estava acompanhado de vários ministros, "achamos que o avião estava a cerca de 400 quilômetros do Brasil".

Sarkozy acrescentou que as autoridades e os responsáveis da Air France trabalham para esclarecer o ocorrido. EFE jam/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG