Sarkozy vai ao Oriente Médio na segunda-feira

Paris, 31 dez (EFE).- O presidente francês, Nicolas Sarkozy, anunciou hoje que no dia 5 estará no Oriente Médio para tentar mediar a nova crise entre palestinos e israelenses e que continuará lutando por Europa independente após deixar a Presidência rotativa da UE.

EFE |

Sarkozy tentará conseguir um cessar-fogo na Faixa de Gaza, viagem no qual visitará, segundo o Palácio do Eliseu, Egito, Jordânia, Israel, Síria e Líbano.

O objetivo desta viagem à região é explorar "os caminhos da paz", disse o presidente francês no tradicional mensagem transmitida por rádio e televisão dirigida hoje aos franceses pelo Ano Novo.

Da biblioteca do Palácio do Palácio do Eliseu e a ponto de passar a Presidência rotativa da União Européia (UE) à República Tcheca, Sarkozy disse a seus compatriotas que a França seguirá jogando um papel ativo "na África, na Ásia e, certamente, no Oriente Médio, onde estarei desde segunda-feira".

A vocação da França, prosseguiu, é "buscar em todas as partes os caminhos da paz" e defender os Direitos Humanos.

Na abertura da viagem, Sarkozy se reunirá com o presidente egípcio, Hosni Mubarak, o da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, e o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, entre outras autoridades.

Antes de visitar a região, Sarkozy receberá amanhã em Paris à ministra israelense de Exteriores, Tzipi Livni.

Sarkozy disse ainda que seguirá trabalhando por "uma Europa forte, independente e imaginativa", após deixar a Presidência da EU, mandato em que destacou a resposta comum à crise financeira, a solução do conflito georgiano, a criação da União pelo Mediterrâneo e o acordo sobre a política comunitária de energia e mudança climática. EFE pi/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG