Paris, 19 nov (EFE) - O presidente francês, Nicolas Sarkozy, ressaltou hoje sua determinação para lutar contra o obscurantismo e o terrorismo no Afeganistão, em cerimônia de condecoração de soldados feridos em missão nesse país.

"Ninguém deve duvidar de nossa determinação incondicional para combater sem fraqueza os inimigos da liberdade, os partidários do obscurantismo e do terrorismo, os adeptos da chantagem e do seqüestro, principalmente quando atacam diretamente nossos interesses e nossos cidadãos", destacou Sarkozy.

O chefe do Estado francês entregou em Paris a medalha militar a três soldados feridos em combates contra os talibãs ao leste do Afeganistão em agosto nos quais morreram outros dez membros do mesmo Regimento pára-quedista de Infantaria da Marinha de Castres.

Ele disse que, com sua atuação, haviam "honrado o uniforme", e insistiu em que representam "a França, que não renunciará nunca a lutar para defender" os valores nos quais acredita.

O presidente francês também condecorou quatro membros dos comandos que participaram da libertação da tripulação dos veleiros franceses, "Le Ponant" e "Carré d'As" na zona do Golfo de Áden por piratas somalis em abril e setembro. EFE ac/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.