Sarkozy recebe nova carta de ameaças com cartucho de fuzil dentro

Paris, 5 ago (EFE).- O presidente francês, Nicolas Sarkozy, recebeu uma nova carta com ameaças e com um cartucho de um fuzil de caça de grande calibre dentro dela.

EFE |

A carta, dirigida ao Palácio do Eliseu, embora tenha sido interceptada na cidade de Montpellier, passou para as mãos da Procuradoria antiterrorista e da subdireção antiterrorista da Polícia Judiciária, informou a rede de televisão "LCI", em seu site.

Os autores do texto ameaçaram o presidente, além de quem definiram como "filho do rei", em provável alusão a um dos filhos de Sarkozy.

"O rei e seu clã desaparecerão em breve da superfície da Terra.

(...) Temos o filho do rei como alvo prioritário, além de 3 senadores, 4 deputados, 1 ministro e 1 juiz", acrescenta a carta.

O texto adverte, além disso, que seu remetente conta com fotos "muito interessantes" das famílias dos agentes de segurança, de altas personalidades e ameaça "fazê-las circular".

Não é a primeira vez que um envio deste tipo é feito ao líder de Estado francês, assim como a alguns de seus ministros e outros políticos.

Além de Sarkozy, nos últimos meses, a ex-ministra francesa de Justiça Rachida Dati e sua sucessora, Michèle Alliot-Marie; o ex-primeiro-ministro francês e atual prefeito de Bordeaux, Alain Juppé; o prefeito de Béziers, Raymond Couderc; e o prefeito de Lacanourge, Jacques Blanc, foram alvos de ameaças similares.

Todos eles são membros do partido de Sarkozy, a conservadora União por um Movimento Popular (UMP). EFE pi/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG