Nicolas Sarkozy, e o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, concordaram nesta sexta-feira em Nova York sobre a urgência climática, e o presidente da França defendeu a criação de uma organização mundial para o meio ambiente.

"Vamos conduzir juntos um combate contra as consequências do aquecimento global. É preciso criar uma organização mundial para o meio ambiente", declarou Sarkozy à imprensa depois de um almoço com o secretário-geral no consulado da França em Nova York.

Os dois dirigentes falaram brevemente aos jornalistas após o almoço, e afirmaram ter conversado sobre os grandes temas mundiais, com enfoque especial nas questões relacionadas ao meio ambiente.

Ban Ki-moon agradeceu o empenho demonstrado pelo presidente francês para combater o aquecimento global. O secretário-geral da ONU considerou recentemente que os resultados obtidos na última cúpula do G8 em L'Aquila, no centro da Itália, sobre este assunto, eram "insuficientes".

"Os líderes do G8 tinham uma oportunidade única, que talvez não apareça mais", dissera, lamentando a ausência de um compromisso de médio prazo.

Ban Ki-moon vai organizar em setembro, durante a Assembleia Geral das Nações Unidas, uma conferência sobre o clima, qualificada de "última chance".

Um novo acordo climático multilateral também deve ser concluído em dezembro em Copenhague.

mes/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.