Sarkozy promete não reduzir orçamento nacional de defesa

Paris, 14 jul (EFE).- O presidente francês, Nicolas Sarkozy, prometeu hoje que, apesar da crise, não aplicará nenhum corte ao orçamento nacional de defesa.

EFE |

"Não podemos cortar a segurança nacional", disse o chefe de Estado francês, em entrevista que será transmitida esta noite pela rede de televisão "France 2" por ocasião da realização da Festa Nacional de 14 de julho, e cujo conteúdo já foi antecipado pelos principais meios de comunicação franceses.

Sarkozy respondeu com um "não" à pergunta sobre se as Forças Armadas também podiam ser vítimas da atual crise econômica e financeira, e disse que o objetivo é seguir adiante com a modernização.

"Precisamos de um Exército moderno (...), com uma tecnologia de ponta", segundo o presidente, que lembrou que seu dever como chefe das Forças Armadas consiste em conseguir que os efetivos militares franceses se beneficiem da maior proteção e dos melhores meios para poder fazer seu trabalho.

O presidente aproveitou a ocasião para lançar uma "mensagem de confiança" aos militares franceses, aos quais qualificou de profissionais e competentes.

Os franceses "podem ficar orgulhosos" de seu Exército, disse Sarkozy.

Sobre a atual crise, o governante francês reconheceu que 2009 está sendo um ano muito difícil, mas prometeu também que fará tudo o que estiver em suas mãos para superar a atual situação "o mais rápido possível". EFE pi/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG