Sarkozy pede que a Síria pressione o Hamas para obter cessar-fogo em Gaza

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, em visita a Damasco, pediu nesta terça-feira que a Síria exerça sua influência junto a seus aliados islamitas do Hamas para permitir um retorno à calma na Faixa de Gaza, alvo de uma vasta ofensiva militar israelense há 11 dias.

AFP |

"Creio que a Síria pode dar uma importante contribuição na busca de uma solução. O presidente Assad pode desempenhar um papel nisso. Ele deve convencer o Hamas a escolher a razão, a paz e a reconciliação entre os palestinos divididos", afirmou depois de se reunir com o presidente sírio Bashar al Assad.

Na segunda-feira, Sarkozy se declarou "profundamente preocupado" com a situação na Faixa de Gaza, fazendo novamente um apelo a "um cessar-fogo humanitário de alguns dias", antes de uma reunião em Jerusalém com seu colega israelense, Shimon Peres.

"Sou um amigo, mas quero ser sincero: estou profundamente preocupado com a situação", afirmou Sarkozy à imprensa, ao lado de Peres.

"Precisamos de uma trégua humanitária de alguns dias, do interesse de todo mundo. Israel é forte, Israel tem que se arriscar pela paz", insistiu, afirmando que sempre considerou a segurança do Estado hebreu "uma prioridade".

Pouco antes, Sarkozy havia dito em Ramallah, na Cisjordânia, que diria aos dirigentes israelenses que "a violência tem que acabar o mais rápido possível" na Faixa de Gaza.

mel/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG