Sarkozy pede mais ação contra pirataria marítima na Somália

Paris, 16 set (EFE).- O presidente francês, Nicolas Sarkozy, pediu hoje que outros países se envolvam na luta contra a pirataria marítima na Somália e assumam suas responsabilidades frente a este problema, como faz a França.

EFE |

"O mundo não deve permanecer indiferente nem passivo diante da multiplicação de ações de piratas que ampliaram seu raio de ação e há poucos dias atacaram com lança-granadas um navio francês a 750 quilômetros do litoral da Somália", disse Sarkozy.

A França lançou ontem à noite um assalto militar para libertar dois navegantes franceses seqüestrados por piratas somalis no dia 2 de setembro no Golfo de Áden.

O chefe de Estado disse que a operação militar bem-sucedida que permitiu a libertação dos dois reféns é "uma advertência" aos piratas de que "o crime não compensa". EFE ao/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG