O presidente francês, Nicolas Sarkozy, pediu nesta quarta-feira às tropas do país, em uma de suas bases no Afeganistão, que continuem trabalhando e levantem a cabeça, depois da morte na segunda-feira de 10 soldados em combates contra os talibãs.

"A melhor forma de ser fiéis aos seus companheiros é continuar, levantar a cabeça, reagir como profissionais", disse no campo Warehouse, quartel-general do comando regional de Cabul da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) da Otan.

O presidente, em visita relâmpago ao Afeganistão, manifestou pêsames diante dos caixões dos 10 soldados, na capela ardente instalada no campo.

"Queria dizer a vocês que o trabalho que fazem aqui é indispensável. Porque estamos aqui? Porque aqui se trava uma parte da liberdade do mundo. Aqui acontece um combate contra o terrorismo. Estamos aqui não contra os afegãos, e sim com os afegãos, para não deixá-los sós diante da barbárie", afirmou Sarkozy aos militares.

pa-thm-gir/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.