Sarkozy passa bem e deixa nesta segunda hospital em Paris

Paris - O presidente francês, Nicolas Sarkozy, que neste domingo se sentiu indisposto quando praticava esporte e foi hospitalizado, passa bem e deixa hoje o centro médico no qual foi internado para ser submetido a diversos exames, anunciou o Governo.

EFE |

O ministro do Relançamento, Patrick Devedjian, explicou em uma entrevista à emissora de rádio "RTL" que as notícias dos médicos que atendem Sarkozy "são boas" e que o chefe de Estado "sai hoje" do hospital militar Val-de-Grâce de Paris, no qual deu entrada ontem no começo da tarde.

AFP
Sarkozy sofreu então uma indisposição que o obrigou a parar.
Foto de arquivo de 2007 mostra Nicolas Sarkozy se exercitando em Paris

Devedjian lembrou que o presidente é hiperativo e que limitar seus esforços "não faz parte de seu temperamento".

O Palácio do Eliseu tinha informou ontem que os testes clínicos e neurológicos feitos à tarde no hospital, que incluíam um exame de sangue, um electroencefalograma e uma ressonância magnética, tinham sido "normais".

A Presidência assegurou que Sarkozy, de 54 anos, não tinha perdido a consciência quando sofreu a indisposição -uma síncope vaso-vagal - enquanto corria nos jardins do Palácio de Versalhes, após "45 minutos de exercício físico intenso".

A agenda do chefe do Estado foi alterada esta semana, e ele não presidirá ao meio-dia uma cerimônia de assinatura de um acordo com os bancos sobre a mediação na concessão de créditos às empresas.

Ainda está pendente a viagem que faria amanhã ao monumento do Mont-Saint-Michel, no litoral noroeste da França, onde faria um discurso sobre o patrimônio.

Na quarta-feira está programado o último Conselho de Ministros antes das férias de verão (hemisfério norte), as quais Sarkozy aproveitaria para passar alguns dias na Côte D'Azur.

Leia mais sobre Nicolas Sarkozy

    Leia tudo sobre: acidentefrançasarkozy

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG