Sarkozy participa de encontro sobre cooperação entre Brasil e União Européia

RIO DE JANEIRO - O presidente da França, Nicolas Sarkozy, participou no Rio de Janeiro de um encontro sobre a cooperação entre Brasil e União Européia (UE) em diferentes áreas, incluindo a assessoria na área de defesa para a construção de submarinos.

Redação com agências internacionais |

Durante a visita, Sarkozy e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva adotarão o Plano de Ação da Parceria Estratégica, lançado em 2005, disse o Ministério das Relações Exteriores em comunicado. Esse documento será a "base para o diálogo e a cooperação bilateral nos próximos anos", segundo o Governo brasileiro.

AE/Wilton Junior
Sarkozy e sua esposa, Carla Bruni, chegam ao hotel Copacana Palace

Como presidente semestral da União Européia, Sarkozy está hoje no Rio de Janeiro para participar do 2º Encontro Empresarial Brasil-UE junto com Lula e com o presidente da Comissão Européia (CE, braço Executivo do bloco), José Manuel Durão Barroso. Amanhã, ambos manterão atividades bilaterais em duas curtas reuniões com Lula.

O Plano de Ação prevê o fortalecimento da cooperação econômica, comercial e do diálogo político sobre assuntos internacionais. Estabelece ainda as bases para a cooperação em áreas como o desenvolvimento sustentável, educação, defesa, espacial, energia nuclear, imigração, cooperação além da fronteira e com terceiros países.

Como parte dessa estratégia de cooperação, os dois lados assinarão um acordo para lutar contra a exploração ilegal de ouro em zonas protegidas e um protocolo sobre educação profissional.

Brasil e UE firmarão ainda um memorando de entendimento para o desenvolvimento sustentável da Amazônia e outro para a criação do Instituto Franco-Brasileiro da Biodiversidade.

Reuters/Sergio Moraes
Navio de guerra patrulha a praia de Copacabana, em frente ao hotel Copacabana Palace, onde acontece o encontro Brasil-União Europeia

No plano de defesa, um dos acordos que as duas partes assinarão será o de assessoria ao Brasil para a construção de quatro submarinos convencionais e um movido a energia nuclear. Haverá também acordos de cooperação entre a Agência Espacial Brasileira e o Centro Nacional de Estudos da França.

Na visita oficial, acompanham o presidente francês os ministros das Relações Exteriores, Bernard Kouchner, da Educação, Xavier Darcos, e da Defesa, Hervé Morin, assim como a secretária de Comércio Exterior, Anne Marie Idrac, e a primeira-dama, Carla Bruni.

Esta noite, após concluir o encontro, Sarkozy e Lula lançarão o Ano da França no Brasil, que começará em 21 de abril de 2009, e devido ao qual foram aprovados cerca de 700 projetos nas áreas de artes, cooperação científica, tecnológica e acadêmica, economia, e de promoção comercial.

(Com EFE)

    Leia tudo sobre: sarkozyue

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG