Sarkozy negocia plano ambiental europeu na Polônia

O presidente francês Nicolas Sarkozy está na Polônia para uma reunião com nove líderes da Europa central e oriental, ao mesmo tempo em que ocorre o 14º encontro da Conferência da Organização das Nações Unidas sobre Mudança Climática (UNFCCC, na sigla em inglês) em Poznan, na Polônia. Sarkozy, atual ocupante da presidência rotativa da União Européia, tentará persuadir os líderes a concordarem com o ambicioso plano do bloco para enfrentar as mudanças climáticas.

BBC Brasil |

Vários países que se juntaram mais recentemente à União Européia afirmam que as propostas para cortar as emissões de gases de efeito estufa em 20% nos próximos 12 anos terão um impacto negativo em suas economias.

A Polônia depende de usinas de energia que usam carvão e ameaçou vetar o acordo. República Checa é outro país que também depende do carvão.

Tarefa
Segundo o correspondente da BBC na Polônia Adam Easton a principal tarefa de Sarkozy é firmar um compromisso para que todos os 27 países membros da União Européia assinem o plano do bloco para enfrentar as mudanças climáticas em uma reunião na próxima semana em Bruxelas.

Muitos dos líderes dos países mais pobres, que se juntaram ao bloco mais recentemente e que eram membros da antiga União Soviética, concordam com a necessidade de reduzir as emissões de dióxido de carbono.

Mas, os líderes destes países afirmam que vão acabar pagando mais sob as novas propostas do que os países mais ricos do bloco.

O pacote de medidas da União Européia se concentra em três áreas: corte de emissões, fontes de energia renováveis e eficiência energética.

E o presidente francês quer que o pacote já esteja finalizado antes de entregar a presidência rotativa do bloco à República Checa em janeiro de 2009.

De acordo com Easton um possível compromisso para satisfazer todos os países deve dar a integrantes como a Polônia e a Estônia alguma forma de concessão.

Apesar de a reunião de Sarkozy em Gdansk não estar diretamente relacionada à reunião em Poznan, os dois encontros são vistos como importantes para manter a credibilidade do bloco europeu em políticas ambientais, segundo o repórter da BBC Matt McGrath.

Um novo pacto para lidar com as mudanças climáticas deve ser assinado em Copenhage, na Dinamarca, no próximo ano para substituir o Protocolo de Kyoto, o atual acordo internacional sobre emissões de gases de efeito estufa, que vence em 2012.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG