Sarkozy não vai se encontrar com o Dalai Lama

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, confirmou nesta quarta-feira que não vai se encontrar com o Dalai Lama durante a visita à França do líder espiritual tibetano, na próxima semana, segundo um comunicado publicado pela presidência francesa.

AFP |

"O presidente da República entende os motivos que levam o Dalai Lama, considerando as presentes circunstâncias, a não solicitar um encontro durante sua viagem à França", diz o texto.

O principal conselheiro do dignitário tibetano já havia dito mais cedo nesta quarta-feira que o Dalai Lama, que deve viajar à França entre os dias 11 e 23 de agosto, não se reuniria com Sarkozy e não tinha solicitado tal encontro com o presidente francês.

O comunicado da presidência francesa destaca que Carla Bruni, a esposa de Sarkozy, "estará presente na cerimônia religiosa presidida pelo Dalai Lama que marcará a inauguração, em 22 de agosto, de um importante templo budista".

Sarkozy deve viajar a Pequim para assistir na sexta-feira à cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos, uma visita que suscitou várias críticas.

A China havia advertido Sarkozy para as conseqüências de um eventual encontro com o Dalai Lama, e o presidente francês tinha respondido que a definição de sua agenda não cabia a Pequim.

st/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG