Paris, 13 nov (EFE).- O presidente francês, Nicolas Sarkozy, anunciou hoje sua intenção de se reunir com o Dalai Lama dia 6 de dezembro na Polônia, onde ambos assistirão ao 25º aniversário da concessão do Prêmio Nobel da Paz a Lech Walesa.

O Dalai Lama é um homem "profundamente respeitável" que "terei a ocasião de ver na Polônia em 6 de dezembro", disse hoje o presidente francês no Palácio do Eliseu durante a cerimônia em que foi agraciado com o Prêmio ao Valor Político da revista "Politique Internationale".

"Se não se avançar passo a passo, como se pode fazer triunfar a idéia que temos do respeito à liberdade e aos direitos humanos?", se perguntou o chefe do Estado francês e presidente rotativo da União Européia (UE).

O Palácio do Eliseu já tinha antecipado no dia 2 que Sarkozy estava disposto a receber o Dalai Lama, caso ele viajasse a Paris em dezembro para participar da comemoração do 60º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Sua confirmação agora de que o verá em Gdansk, na Polônia, trata de aplacar a polêmica criada em agosto, quando não recebeu o líder espiritual.

Seu gesto foi muito criticado, então, por associações de direitos humanos e partidos políticos que reprovaram Sarkozy por se alinhar com as teses de Pequim. EFE pi/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.