O presidente da França, Nicolas Sarkozy, contou nesta sexta-feira, na ilha francesa de Guadalupe, ter sentido grande emoção ao saber da morte de Michael Jackson e recordou um homem que trouxe tanta contribuição à música e à dança, assim como seu lado universal.

"Admirava este seu lado universal, o de ser capaz de provocar emoção em pessoas tão diferentes em todo o mundo", acrescentou o presidente, que preferiu não responder ou fazer comentários, ao ser questionado, sobre as "numerosas polêmicas" nas quais se envolveu o cantor, acusado, também, de pedofilia.

pa/at/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.