Paris, 9 mai (EFE).- O presidente da França, Nicolas Sarkozy, concordou hoje com o líder americano, Barack Obama, com quem conversou pelo telefone, em que é necessária "um ampla resposta às atuais desordens que afetam os mercados financeiros".

Paris, 9 mai (EFE).- O presidente da França, Nicolas Sarkozy, concordou hoje com o líder americano, Barack Obama, com quem conversou pelo telefone, em que é necessária "um ampla resposta às atuais desordens que afetam os mercados financeiros". A conversa entre os dois presidentes aconteceu logo depois que Sarkozy ligou para a chanceler alemã, Angela Merkel, com quem também concordou "totalmente" sobre a conveniência das medidas que serão determinadas hoje pelos ministros de Finanças da União Europeia (UE) em Bruxelas, informou o Palácio do Eliseu, em comunicado. As duas conversas aconteceram antes de uma reunião entre Sarkozy e o primeiro-ministro francês, François Fillon, além de vários membros do Executivo, na qual discutiram sobre a crise que afeta a zona do euro. No final da reunião, na qual também participaram o ministro de Exteriores, Bernard Kouchner, e o de Orçamento, François Baroin, nenhum dos presentes quis fazer declarações. EFE jaf/pd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.