Sarkozy é agredido durante visita a sul da França

Presidente francês quase caiu após ser agarrado por um homem pela lapela quando cumprimentava um grupo de pessoas no sul do país

iG São Paulo |

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, foi agredido nesta quinta-feira durante uma visita à cidade de Brax, no sul do país. O governante foi agarrado por um homem pela lapela quando cumprimentava um grupo de pessoas.

Emissoras de televisão divulgaram o momento em que o homem puxou bruscamente o paletó de Sarkozy e quase o fez cair no chão quando ele saudava pessoas que estavam atrás de grades de segurança. "Os fatos ocorreram por volta das 12 horas locais (7 horas de Brasília), informou a polícia.

nullAs imagens também mostraram a ação rápida dos seguranças do presidente, que afastaram e imobilizaram o agressor, jogando-o ao chão. Sarkozy realizava uma visita a essa cidade para participar de uma assembleia geral de prefeitos na localidade de Lot-et-Garonne.

O agressor ficou em prisão preventiva nas instalações da polícia em Agen, mas Sarkozy não apresentará um processo contra ele, segundo fontes oficiais.

O homem, Hermann Fuster, é um funcionário municipal do Conservatório de Música e Dança de Agen, responsável pela manutenção e recepção, informou o Conservatório. Nasceu em 1978 e não tem antecedentes, segundo a polícia.

O incidente aconteceu quando Sarkozy saía do município de Brax, e a cena ocorreu longe dos jornalistas que cobriam o evento presidencial e o esperavam mais à frente. Apenas um cinegrafista e um fotógrafo estavam presentes no momento.

Até agora, ninguém havia conseguido driblar o dispositivo de segurança de Sarkozy para atacá-lo fisicamente.

Em janeiro de 2009, durante uma cerimônia na região da Mancha (norte), o cortejo presidencial foi alvo de empurrões, mas não o próprio presidente. O incidente causou a destituição do prefeito (representante local do Estado) e de uma importante autoridade policial.

Em outro incidente muito conhecido e amplamente divulgado pela imprensa em 2008, Sarkozy foi interpelado oralmente por um desconhecido durante uma visita ao Salão de Agricultura em Paris. A pessoa não quis apertar sua mão quando o presidente estendeu a dele e afirmou: "Não me toque porque você me suja". Sarkozy replicou "Então vá embora, pobre imbecil" ("Alors casse-toi, pauv' con").

*Com EFE e AFP

    Leia tudo sobre: françanicolas sarkozy

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG