Sarkozy diz que detenção de Karadzic mostra que Sérvia se aproxima da UE

Paris, 21 jul (EFE) - O presidente da França, Nicolas Sarkozy, comemorou hoje a detenção do antigo líder servo-bósnio Radovan Karadzic, procurado pela Justiça internacional, e considerou que mostra a vontade do novo Governo da Sérvia de aproximar o país da União Européia (UE).

EFE |

Sarkozy recebeu com "muita satisfação" a detenção de Karadzic, indicou o Palácio do Eliseu em comunicado.

"Esta detenção, aguardada há muito tempo, manifesta claramente a vontade do novo Governo de Belgrado de aproximar a Sérvia da União Européia, contribuindo à paz e à estabilidade dos Bálcãs", destaca a nota.

O ex-líder político servo-bósnio, de 63 anos, cuja detenção foi anunciado hoje pela Sérvia, é acusado pelo Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII) por genocídio e crimes de guerra e contra a humanidade. EFE al/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG