Nice (França), 14 nov (EFE).- O presidente francês e de turno da União Européia, Nicolas Sarkozy, criticou hoje perante seu colega russo, Dimitri Medvedev, a desproporcional atuação de suas tropas na Geórgia, e pediu a ele que se retire de dois dos enclaves ainda em disputa, Ajalgori e Perevi.

Em entrevista coletiva após a Cúpula bilateral realizada em Nice (França), Sarkozy destacou no entanto que segundo sua opinião os russos cumpriram "amplamente" os compromissos contidos no plano de paz que colocou um fim no conflito do verão passado.

Entre eles, destacou a retirada das tropas russas a posições anteriores ao dia 7 de agosto, quando ocorreram as hostilidades entre Moscou e Tbilisi, a entrada de observadores europeus na região, e a participação russa nas "dolorosas" conversas iniciadas em Genebra entre as partes em confronto.

Por sua parte, Medvedev insistiu em criticar a "agressão" da Geórgia contra o território agora independente da Ossétia do Sul, e assegurou que as tropas russas entraram na Geórgia "para evitar uma catástrofe humanitária".

O líder russo agradeceu à União Européia sua participação "para encontrar soluções em um período muito difícil", e se mostrou convencido que para solucionar o conflito do Cáucaso "não há alternativa a uma negociação direta e aberta". EFE met/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.