Kinshasa, 26 mar (EFE).- O presidente francês, Nicolas Sarkozy, chegou hoje a Kinshasa para se reunir com o presidente da República Democrática do Congo (RDC), Joseph Kabila, com o objetivo de discutir meios de atingir a paz na região e, sobretudo, de reforçar as relações econômicas com o país africano.

Sarkozy foi recebido no aeroporto internacional de Kinshasa pelo primeiro-ministro congolês, Adolphe Muzito, e seguiu imediatamente para o Palácio da Nação, residência oficial de Kabila, onde se encontrou com o próprio.

Acompanham o chefe de Estado francês na sua visita à RDC a ministra da Economia da França, Christine Lagarde, e uma delegação de empresários, os quais tratarão de negócios relacionados aos setores de mineração, obras públicas e telecomunicações.

Ainda hoje, Sarkozy deve fazer um discurso no Senado congolês diante de todo o alto escalão da política local.

Segundo o ministro da Informação e porta-voz do Governo congolês, Lambert Mende, a visita do presidente francês confirma as relações de amizade entre a RDC e a França e lembra o "apoio constante" de Paris a Kinshasa no conflito que afeta o leste do país africano, especialmente no Conselho de Segurança da ONU.

"A visita de Sarkozy favorece o futuro das relações de cooperação entre os dois países", comentou Mende, destacando o papel da França e da União Europeia no trabalho de reconstrução da infraestrutura da RDC.

Sarkozy é o segundo presidente francês na história a visitar a República Democrática do Congo, depois de François Mitterrand.

Após Kinshasa, Sarkozy viajará para Brazzaville, capital da vizinha República do Congo, e termina sua viagem pela África em Niamey, a capital do Níger. EFE py/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.