Paris, 31 out (EFE).- O presidente francês, Nicolas Sarkozy, que é o atual ocupante da Presidência rotativa da União Européia (UE), mostrou hoje seu desejo de que cada um dos Estados-membros tenha um plano contra o mal de Alzheimer antes de 2010.

Sarkozy, que já anunciou em fevereiro um plano qüinqüenal dotado de 1,6 bilhão de euros para lutar contra essa doença na França, disse que "deseja que o Conselho adote daqui ao fim da Presidência francesa recomendações que convidem cada Estado membro a ter um plano contra o mal de Alzheimer até 2010".

No curso da Conferência Européia de Luta contra a Doença de Alzheimer, o presidente francês afirmou que deveria se tratar de um conjunto de ferramentas que cada um dos 27 pudesse utilizar em função de suas especificidades e do respeito ao princípio de subsídios.

O chefe de Governo francês já falou em europeizar a luta contra essa doença degenerativa no dia 1º de julho, ao assumir a Presidência européia. EFE jaf/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.