Estados fortes para fazer UE avançar - Mundo - iG" /

Sarkozy defende Estados fortes para fazer UE avançar

PARIS - O presidente francês, Nicolas Sarkozy, criticou hoje os fundamentalistas europeus e defendeu a necessidade de uma Europa com Estados fortes à frente das instituições para fazer a União Européia (UE) avançar.

EFE |

Em sua despedida perante o Parlamento Europeu (PE) como presidente da UE, Sarkozy fez um balanço dos últimos seis meses, mas, sobretudo, aproveitou para insistir em sua idéia de um novo bloco europeu.

"Tentei fazer que a Europa mude e acho que assim foi", assegurou o presidente francês em referência a seu mandato à frente do bloco.

Sarkozy assegurou perante os eurodeputados que a Europa "é mais forte" que há seis meses e confiou que a UE "siga mudando" porque, segundo ele, foi "a idéia mais bonita do século 20" e "continua sendo necessária".

No entanto, ressaltou que "é uma loucura construir a Europa contra as nações e os Estados", pois "a pior forma de unir um continente é obrigar os cidadãos a escolher entre seu país e a UE".

Mudanças climáticas

Fora isso, destacou a importância do acordo unânime alcançado na semana passada pela cúpula da UE para lutar contra a mudança climática e assegurou que os retoques aprovados buscavam satisfazer as exigências de vários governos e que os objetivos ambientais não provocassem uma "explosão social" nesses países.

O estilo e os resultados de Sarkozy à frente da UE parecem que convenceram hoje em Estrasburgo a maioria dos parlamentares, que dedicaram uma ovação de mais de um minuto ao presidente francês.

As críticas ao Palácio do Eliseu, por sua vez, chegaram do eurodeputado e ex-líder estudantil Daniel Cohn-Bendit, que falou da falta de "democracia" dos acordos unânimes fechados pela presidência francesa e acusou Sarkozy de ignorar as violações dos direitos humanos em países como Rússia e China.

"Consegui mudar a Europa, mas não o senhor Cohn-Bendit", brincou o presidente francês em resposta aos ataques do deputado, um dos líderes do movimento estudantil de Maio de 68.

Leia mais sobre União Européia

    Leia tudo sobre: união européia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG