Paris, 7 ago (EFE).- O presidente francês, Nicolas Sarkozy, se reunirá no dia 25 com os representantes dos bancos do país para recordá-los sobre seus compromissos de pagar bonificações a seus dirigentes, afirmou hoje o Palácio do Eliseu.

Os banqueiros se reuniram hoje com representantes do Governo, que lembraram esses compromissos em um encontro previamente anunciado e durante o qual a Presidência comunicou a próxima reunião de Sarkozy com os bancos.

O presidente francês lembrará aos banqueiros que eles devem respeitar as regras adotadas na reunião do Grupo dos Vinte (G20, que reúne os países ricos e os principais emergentes) em Londres, em abril, sobre a limitação do pagamento de remunerações extraordinárias a seus diretores, assinalou a Presidência, em comunicado.

"A França está decidida a fazer do respeito a essas regras em todas as instituições financeiras mundiais um dos pontos fortes da reunião do G20 em Pittsburg, em setembro", indicou o Eliseu.

O primeiro-ministro, François Fillon, disse que uma comissão bancária supervisionará o respeito às regras.

A polêmica voltou esta semana à França, após a revelação de que o banco BNP Paribas destinará US$ 1 bilhão de euros em bônus a seus diretores, em 2010, enquanto se beneficiou de uma ajuda estatal de 5,1 bilhões de euros.

Em seu encontro com os banqueiros, Sarkozy lembrará os compromissos de "preservar os créditos indispensáveis para a economia, em contrapartida ao plano de apoio ao setor bancário lançado em outubro de 2008", assinalou a Presidência, em comunicado.

EFE lmpg/pd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.