Sarkozy convida Netanyahu a aceitar investigação internacional

Paris, 6 jun (EFE).- O presidente francês, Nicolas Sarkozy, "convidou" hoje o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, a aceitar a oferta do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, de criar uma comissão internacional que investigue o ataque à frota de navios que levava ajuda humanitária à Faixa de Gaza.

EFE |

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, "convidou" hoje o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, a aceitar a oferta do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, de criar uma comissão internacional que investigue o ataque à frota de navios que levava ajuda humanitária à Faixa de Gaza.

O chefe do Estado francês conversou por telefone com Netanyahu e também disse que a França está disponível para participar de dita comissão, como informou o Palácio do Eliseu em comunicado.

O Eliseu explica que seria uma investigação "crível e imparcial sobre as condições da intervenção israelense" do dia 31 de maio contra a frota que transportava ajuda humanitária a Gaza. O ataque israelense deixou nove ativistas mortos.

A respeito da situação que se vive em Gaza, Sarkozy ressaltou a "urgência" de buscar uma solução que ponha fim ao bloqueio, "mediante mecanismos que permitam garantir a segurança de Israel e assegurar o abastecimento do território, respeitando as competências da Autoridade Nacional Palestina (ANP)". Sarkozy aproveitou sua conversa com Netanyahu para fazer uma chamada a favor do relançamento do processo de paz no Oriente Médio a fim de poder iniciar, "no prazo mais breve possível", a solução dos dois Estados, Israel e Palestina, que convivam em paz e segurança.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG