O presidente da França, Nicolas Sarkozy, fez um apelo a uma retirada sem demora das forças russas da Geórgia, assegurando que esse ponto não pode ser negociado, em artigo que será divulgado na edição desta segunda-feira do jornal Le Figaro.

"Essa retirada deve ser efetuada sem demora", escreve o chefe de Estado francês e diz respeito a todas as forças russas que entraram na Geórgia desde o dia 7 de agosto".

"Se esta cláusula do acordo de cessar-fogo não for aplicada rápida e totalmente, me verei obrigado a convocar um conselho europeu extraordinário para decidir as conseqüências", previu Sarkozy, que também desempenha a presidência de turno da União Européia (UE).

ha/so/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.