Sarkozy considera chantagem troca de presos proposta por Ahmadinejad

Paris, 23 set (EFE).- O presidente francês, Nicolas Sarkozy, definiu como um claro ato de chantagem a sugestão do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, de libertar uma jovem francesa presa no Irã em troca da libertação de algum iraniano condenado na França.

EFE |

"É chantagem", disse o líder francês antes de ressaltar a inocência da jovem Clotilde Reiss, detida no Irã por participar de manifestações após a polêmica reeleição de Ahmadinejad.

Em entrevista às redes de televisão "TF1" e "France 2" a partir de Nova York, nos Estados Unidos, onde participa da 64ª Assembleia Geral da ONU, Sarkozy deixou claro que não haverá troca, e acrescentou que o presidente iraniano sabe muito bem disso.

"Clotilde Reiss deve ser liberada e voltar a seu país", disse Sarkozy.

O presidente francês respondeu de forma contundente às sugestões feitas na terça-feira pelo líder iraniano durante entrevista à televisão "France 2", na qual comentou Ahmadinejad que existem iranianos presos na França há anos. "São prisioneiros que também têm família, um pai, uma mãe", justificou o iraniano.

"Infelizmente não percebemos nenhuma ação do Governo francês em favor desses prisioneiros", acrescentou Ahmadinejad.

Reiss foi presa em 1º de julho, em Teerã e ficou detida por 45 dias. Em meados de agosto, foi libertada sob a condição de permanecer confinada na embaixada francesa até que o julgamento. EFE pi/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG