Sarkozy: Conferência de Copenhague caminha para a catástrofe

A Conferência sobre o Clima da ONU em Copenhague está caminhando para a catástrofe, disse nesta quinta-feira o presidente francês, Nicolas Sarkozy, pedindo uma mudança de direção.

AFP |

"Temos que mudar de rumo, ou iremos direto à catástrofe", disse o presidente francês na tribuna da cúpula sobre o clima.

"Temos menos de 24 horas, se continuarmos assim, vamos fracassar", insistiu Sarkozy.

"A conferência de Copenhague não pode consistir em uma sucessão de discursos que não se confrontam nunca. Não estamos aqui para um colóquio sobre o aquecimento climático, estamos aqui para tomar decisões", declarou.

Sarkozy pediu a organização de uma reunião na noite desta quinta-feira após o jantar de gala oferecido aos líderes mundiais pela rainha da Dinamarca, para discutir seriamente e encontrar um texto de compromisso até sexta-feira, para lutar contra o aquecimento climático.

"O fracasso em Copenhague seria catastrófico, para cada um de nós", avisou o presidente francês. "Todos, teremos contas a prestar à opinião pública mundial e à nossa opinião pública", continuou.

Ele pediu que cada um assuma seu compromisso, principalmente os países industrializados, entre eles os da Europa, que devem reconhecer que, em termos de poluição do planeta, sua responsabilidade é maior e mais grave que a dos demais, e que portanto seus comprometimentos devem ser mais fortes".

"Os Estados Unidos, primeira potência do mundo, devem ir além dos compromissos que anunciaram", declarou.

Sarkozy também defendeu um verdadeiro apoio aos países mais pobres e mais vulneráveis à mudança climática, considerando necessária a concessão de uma ajuda imediata de 10 bilhões de dólares para os três próximos anos, e de 100 bilhões a partir de 2020.

npk-ach-map/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG