Sarkozy condena atentados da ETA

Paris, 31 jul (EFE).- O presidente da França, Nicolas Sarkozy, condenou hoje, com a maior firmeza, os atentados da organização ETA em Mallorca e Burgos.

EFE |

Em carta ao chefe do Governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, Sarkozy reiterou o apoio da França na luta "contra o terrorismo da ETA".

"Quero condenar com a maior firmeza estes atos covardes e odiosos e reiterar a determinação da França em apoiá-lo (Zapatero) ativamente em seu combate contra o terrorismo da ETA", escreveu Sarkozy na carta.

O chefe de Estado francês, "neste momento doloroso", enviou seu "mais sincero pêsame" às famílias dos dois guardas civis assassinados ontem em Palmanova, Carlos Sáenz de Tejada e Diego Salva.

Sarkozy, que disse ter recebido "com consternação e tristeza" as notícias dos atentados, também manifestou sua "solidariedade" e todo seu "apoio" aos feridos nos atentados.

O primeiro deles aconteceu na madrugada de quarta-feira, quando um carro-bomba explodiu diante de uma unidade da Guarda Civil de Burgos. O segundo foi registrado ontem, em Mallorca, onde um carro-bomba matou Sáenz de Tejada e Salva. EFE ac/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG