Sarkozy agradece Cristina Kirchner por esforços por libertação de reféns

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, agradeceu hoje em Paris sua colega argentina, Cristina Fernández de Kirchner, de forma muito calorosa por sua mobilização em favor da libertação dos reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), particularmente da franco-colombiana Ingrid Betancourt.

EFE |

Os esforços pela libertação dos reféns da guerrilha colombiana e pelo desenvolvimento das relações entre França e Argentina, principalmente as econômicas, foram as questões que dominaram o almoço de trabalho entre os dois chefes de Estado, informou o Palácio do Eliseu.

Em uma breve declaração à imprensa após a "magnífica" reunião, Cristina anunciou o "compromisso" de Sarkozy de visitar "oficialmente" a Argentina no início de 2009.

Será "um orgulho e uma oportunidade de relançar esta magnífica relação" histórica entre os dois países, declarou Cristina, que destacou o "interesse manifesto" de Sarkozy em "aprofundar" as relações bilaterais.

"Acho que estamos diante do relançamento da relação bilateral" entre Argentina e França, afirmou Cristina.

A presidente argentina, cuja visita-relâmpago a Paris termina hoje, não comentou os assuntos discutidos no almoço de trabalho, que durou mais de uma hora e no qual já tinha sido antecipado que um dos temas dominantes seriam os esforços em favor da libertação dos reféns das Farc.

Sarkozy agradeceu a Cristina por seus esforços nesta questão, assim como sua participação ontem na "marcha" em prol da libertação de Betancourt e de outros reféns da guerrilha, disse o Palácio do Eliseu.

As fontes aproveitaram para reafirmar que "não está na ordem do dia" a retirada da missão humanitária enviada pela França à Colômbia para entrar em contato com as Farc.

    Leia tudo sobre: sarkozy

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG