O presidente francês, Nicolas Sarkozy, afirmou nesta quinta-feira em Damasco que o Irã assume um risco maior ao tentar obter armamento nuclear, pois deste modo se expõe a um ataque israelense que geraria uma catástrofe.

"O Irã assume um risco maior ao continuar o processo para obter capacidade nuclear militar, o que é para nós uma certeza, porque (...) qualquer que seja o governo israelense, podemos descobrir em uma manhã que Israel bombardeou", disse Sarkozy.

"Se isto acontecer, já não teria importância saber se foi algo legítimo, inteligente, ou se não foi. O que faremos neste momento? Será uma catástrofe. É preciso evitar esta catástrofe", acrescentou.

Sarkozy fez as declarações no início da reunião de cúpula em Damasco entre França, Síria, Turquia e Qatar, que pretende discutir as negociações indiretas entre Israel e Síria com mediação turca, as relações sírio-libanesas e a questão nuclear israelense.

npk/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.