Sarkozy adverte Medvedev para conseqüências de descumprimento de cessar-fogo

Paris, 17 ago (EFE).- A Presidência da França confirmou a conversa por telefone na manhã de hoje entre o presidente Nicolas Sarkozy e o chefe de Estado da Rússia, Dmitri Medvedev, na qual este foi advertido sobre as graves conseqüências que teria o desrespeito ao acordo de cessar-fogo na Geórgia.

EFE |

"O presidente manteve esta manhã, por iniciativa própria, uma longa conversa telefônica com o presidente Medvedev", afirma o comunicado do Palácio do Eliseu.

Sarkozy "destacou que a assinatura do acordo de cessar-fogo de seis pontos por todas as partes, e em último lugar pelo presidente da Federação Russa, deve se traduzir na retirada imediata de todas as forças militares russas que entraram na Geórgia depois de 7 de agosto".

O presidente francês, continua o comunicado, "advertiu o presidente Medvedev para as graves conseqüências que a não execução rápida e completa do acordo teria para as relações da Rússia com a União Européia (UE)".

Medvedev "anunciou ao presidente que a retirada das tropas russas começará amanhã, 18 de agosto, ao meio-dia".

Os dois chefes de Estado estão de acordo, prossegue a nota, sobre "o desdobramento o mais rápido possível de observadores internacionais da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (Osce)".

Também concordaram em conversar diariamente por telefone sobre a aplicação do acordo de cessar-fogo, conclui o comunicado do Palácio do Eliseu. EFE jms/wr/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG