O presidente francês, Nicolas Sarkozy, admitiu hoje ter cometido erros durante seu primeiro ano no cargo mas disse que as reformas planejadas continuam sendo necessárias, em uma entrevista na televisão.

Ouvido sobre sua clara queda de popularidade, apontada pelas pesquisas, Sarkozy indicou que "sem dúvida não expliquei o suficiente, sem dúvida eu mesmo cometi erros".

Após um jornalista dizer que os franceses estão "desconcertados", Sarkozy disse que tinha "uma parte de responsabilidade" nessa situação.

Contudo, o presidente francês pediu que fosse julgado apenas no término do seu mandato, após insistir que foi eleito para realizar "as mudanças que o país precisa".

"Temos um contexto internacional difícil, mais uma razão para aceleramos as reformas", acrescentou.

As declarações do mandatário francês aconteceram durante uma entrevista dirigida por cinco jornalistas direto do Palácio do Eliseu.

Sarkozy foi eleito presidente em 6 de maio de 2007 com 53% dos votos.

Saiba mais sobre: Sarkozy

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.