O sargento americano John E. Hatley, de 40 anos, foi condenado nesta quarta-feira pelo assassinato de quatro prisioneiros iraquianos, em 2007, tendo sido absolvido da morte de um quinto, por uma corte marcial que o julgou na Alemanha.

Os quatro detidos eram suspeitos de participar de uma emboscada contra soldados americanos em Bagdá.

Num julgamento anterior, outros dois soldados dos Estados Unidos, Michael Leahy e Joseph Mayo, foram declarados culpados de participação nestas mortes. O primeiro foi condenado à prisão perpétua e o segundo, a 35 anos.

wai/rom/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.