Lisboa, 27 jan (EFE).- O escritor português José Saramago, vencedor do prêmio Nobel de Literatura, aconselhou a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, que use seu sobrenome de solteira no novo cargo.

Em seu blog na internet, Saramago sugere à esposa do ex-presidente americano Bill Clinton que use seu sobrenome Rodham, que considera "muito mais atraente que o já gasto e cansado Clinton".

"O sobrenome Clinton não nasceu com ela. Adotá-lo por convenção social ou conveniência política em nada altera a verdade das coisas: seu nome é Hillary Diane Rodham", afirmou.

Segundo o escritor, a obrigação de usar o sobrenome do marido foi e ainda é uma forma a mais de "acentuar a submissão" que sempre se esperou das mulheres.

"Agora, a secretária de Estado terá, pela primeira vez, uma grande oportunidade para mostrar ao mundo e a si mesma o que realmente vale", ressaltou. EFE atc/dp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.