Em American by Heart, republicana diverge sobre rumo do país e critica o presidente Barack Obama

Principal figura do movimento ultraconservador americano Tea Party, Sarah Palin lança nesta terça-feira seu novo livro, American by Heart: Reflections on Family, Faith and Flag ( Reflexões sobre a Família, a Fé e a Bandeira, em tradução livre), que, segundo a editora, é uma "bíblia das virtudes americanas".

No livro, de acordo com a ABC News, a republicana critica o rumo que os EUA vêm tomando e acusa o presidente Barack Obama de não compreender o povo americano.

Em um trecho do livro publicado em sua página no Facebook, Palin escreve: "Devemos tomar consciência do que torna excepcional os Estados Unidos, hoje mais do que nunca, já que isso está mais ameaçado do que nunca".

Falta de experiência

A ex-governadora do Alasca e candidata a vice-presidente derrotada foi muito criticada em 2008 por sua falta de experiência política, mas conseguiu seduzir um grande número de eleitores entre os ultraconservadores do Partido Republicano.

Seu primeiro livro de memórias, Going Rogue, publicado em 2009, foi um grande sucesso de vendas nos EUA.

Recentemente Palin fez várias aparições na mídia. Durante uma entrevista ao canal ABC, não deixou claro que se candidatará às eleições de 2012, mas disse querer vencer Barack Obama. Questionada sobre se conseguiria derrotar o democrata na disputa de 2012, a republicana, que foi candidata à vice-presidência em 2008 na chapa de John McCain respondeu: "acredito que sim".

Indagado a respeito, o vice-presidente Joe Biden disse que uma eventual candidatura de Palin será uma benção para o atual presidente.

Em uma pesquisa publicada nas segunda pela Universidade de Quinnipiac, Obama se encontra diante de Palin com 48% das intenções de voto contra 40% para a republicana.

*Com AFP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.