Sarah Palin cogita candidatura a presidente dos EUA em 2012

Washington, 7 fev (EFE).- A ex-candidata a vice-presidente dos Estados Unidos Sarah Palin, símbolo do movimento conservador nesse país, cogitou hoje uma possível candidatura nas eleições presidenciais de 2012.

EFE |

Em entrevista concedida à rede de televisão "Fox News", da qual é atualmente colaboradora, Palin assegurou que seria um "absurdo" se não se apresentasse nas eleições de 2012.

Segundo ela, concorrerá para a Presidência se considerar que é algo que beneficiará seu país e se for bom para sua família.

A ex-governadora do Alasca, muito criticada na campanha de 2008 por sua aparente falta de preparo, afirmou que seus interesses aumentaram desde então.

"Espero que sim", respondeu a uma pergunta sobre se tem um maior conhecimento da política internacional e americana hoje em dia. Seus assessores em Washington, explicou, lhe enviam relatórios diários.

A ex-candidata presidencial renunciou em 2009 como governadora do Alasca após ficar dois anos no cargo em uma iniciativa que os analistas atribuíram ao seu interesse em se preparar para 2012. Ela se transformou na grande heroína e na líder de fato dos grupos americanos mais conservadores.

Palin foi na noite de ontem a grande estrela da primeira convenção do movimento conhecido como "Tea Party", que reúne os setores mais direitistas do país. EFE mv/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG