Santa Sé critica programa da TV israelense que ridiculariza Jesus

Cidade do Vaticano, 20 fev (EFE).- Os líderes religiosos católicos na Terra Santa expressaram sua indignação e protesto por causa de um programa de uma emissora israelense no qual Jesus e a Virgem Maria são ridicularizados e receberam garantias das autoridades que as transmissões serão interrompidas, informou hoje o Vaticano.

EFE |

Trata-se de um programa da emissora "Canale 10" na qual "Jesus e a Virgem Maria são ridicularizados com palavras e imagens blasfemas".

A assembleia dos chefes religiosos católicos da Terra Santa, afirmou o Vaticano, expressou publicamente "seu desdém" e "protestou" oficialmente.

"As autoridades governamentais, informadas pelo Nuncio Apostólico, garantiram imediatamente que intervirão para interromperem estas transmissões e obterem publicamente perdão da mesma emissora", afirmou a Santa Sé na nota.

O Vaticano expressou sua solidariedade aos cristãos que vivem na Terra Santa e deplorou "este vulgar e ofensivo ato de intolerância para os sentimentos religiosos dos crentes em Cristo".

Além disso, destacou que via com tristeza "como são ofendidos de forma tão grave dois filhos de Israel, como Jesus e Maria de Nazaré". EFE jl/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG