Roma, 19 set (EFE).- O sangue do mártir católico São Genaro voltou hoje a fazer-se líquido na catedral de Nápoles, na qual descansam seus restos, como parte do tradicional milagre do santo que se produz três vezes ao ano.

Segundo informam hoje os meios de comunicação italianos, às 09h57 local (04h57 de Brasília) Crescenzio Sepe, cardeal de Nápoles, cidade cujo patrono é São Genaro, anunciou aos fiéis ali congregados a liquefação do sangue do santo, contida em um relicário no qual a maior parte do ano se encontra em estado sólido.

O cardeal italiano agitou a essa hora um lenço branco para informar aos fiéis que o chamado "milagre de São Genaro" tinha voltado a se produzir, após o que ofereceu a possibilidade aos presentes na catedral de se aproximar para beijar o relicário.

"Quem queira poderá beijar-lo com as oportunas precauções higiênicas e sanitárias que sempre tomamos", disse Sepe, em declarações que recolhem hoje os meios de comunicação italianos.

A liquefação do sangue de São Genaro se repete habitualmente três vezes ao ano: 19 de setembro, dia no qual se lembra a morte do santo em martírio no ano 305 d.C.; no sábado anterior ao primeiro domingo de maio, quando se celebra uma procissão de suas relíquias pelo centro de Nápoles , e dia 16 de dezembro, aniversário da erupção do Vesúvio em 1631. EFE mcs/fk

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.