Sandinistas ganham 94 prefeituras na Nicarágua; confronto mata 1

MANÁGUA (Reuters) - A Frente Sandinista de Libertação Nacional (FSLN, governista) conquistou 94 das 146 prefeituras em disputa nas eleições municipais de domingo na Nicarágua. A oposição denunciou fraudes e uma pessoa morreu num confronto entre militantes dos dois lados. O presidente do Conselho Supremo Eleitoral, Roberto Rivas, anunciou que, de acordo com resultados preliminares, mas que incluem a quase totalidade dos votos, o partido do presidente esquerdista Daniel Ortega elegeu 94 prefeitos.

Reuters |

O Partido Liberal Constitucionalista (PLC, direitista) elegeu 46 prefeitos. Ainda há seis disputas indefinidas. Na capital, o ex-pugilista Alexis Argüello, da FSLN, lidera a apuração, com 51,3 por cento dos votos. O deputado Eduardo Montealegre, líder do PLC, tem 46,45 por cento.

Pelo menos uma pessoa morreu e várias ficaram feridas na segunda-feira na capital por causa dos violentos confrontos entre seguidores do governo e da oposição.

Centenas de oposicionistas atacaram seguidores de Ortega depois que Montealegre os conclamou a sair às ruas por causa de uma suposta fraude, sobre a qual, no entanto, não deu detalhes.

De acordo com a imprensa local, José Esteban Sandoval, 34 anos, foi baleado nos arredores da prefeitura de Manágua e morreu ao chegar ao hospital.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG