Salles recebe prêmio no Festival de Veneza

Veneza (Itália), 4 set (EFE).- O diretor brasileiro Walter Salles recebeu hoje o prêmio Bresson, concedido pelo Vaticano e pela Revista do Cinematógrafo, por ter dado um testemunho importante, sincero e intenso, da difícil busca do significado espiritual da vida.

EFE |

A entrega do prêmio aconteceu durante a 66ª edição do Festival Internacional de Cinema de Veneza (Itália).

O diretor de "Central do Brasil" (1998) e "Diários de Motocicleta" (2004) mostrou-se muito contente por um prêmio "que significa muito" para ele por levar o nome do cineasta francês Robert Bresson.

"Bresson e (Michelangelo) Antonioni foram dois diretores fundamentais para mim quando era criança", disse Salles à Agência Efe. "Bresson, porque me fez compreender o valor do tempo e do silêncio, e Antonioni, pelo valor do espaço", acrescentou.

O diretor aproveitará sua presença em Veneza para assistir à exibição do filme "Insolação", dos brasileiros Felipe Hirsch e Daniela Thomas, que será exibido no festival no próximo domingo.

Daniela Thomas é uma habitual parceira de Salles, com quem co-dirigiu vários filmes, sendo "Linha de Passe" o mais recente deles.

"É uma das pessoas mais inteligentes e sensíveis que conheço", afirmou Salles, que também destacou o trabalho "moderno e interessante" realizado por Hirsch.

Sobre seus projetos atuais, o diretor disse ter vários em mente, sendo que um já está em fase de preparação - "On the Road".

Em edições anteriores, o prêmio Bresson foi entregue a Giuseppe Tornatore, Manoel de Oliveira, Theo Angelopoulos e Wim Wenders. EFE agf/id/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG