SAIBA MAIS-Os nomes escolhidos por Obama para seu gabinete

(Reuters) - O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, indicou na quarta-feira seus secretários de Agricultura e Interior. Obama, que toma posse em 20 de janeiro, já escolheu a maior parte de seu gabinete, mas alguns postos ainda não foram decididos, como trabalho, transportes e o representante comercial dos EUA.

Reuters |

Confira os escolhidos para cada cargo. Diversos deles precisam ser submetidos a confirmação do Senado.

SECRETÁRIA DE ESTADO

* A senadora por Nova York Hillary Clinton, ex-adversária de Obama no Partido Democrata para a Casa Branca, foi escolhida para o principal cargo diplomático. O movimento é percebido como parte dos esforços de Obama para reconstruir a reputação norte-americana no exterior. Assessores disseram que Obama admira a ética de trabalho de Hillary e acredita que o carisma da ex-primeira-dama reforçaria seu ponto de vista para melhorar a posição global dos Estados Unidos.

SECRETÁRIO DE DEFESA

* O atual secretário de Defesa, Robert Gates, nomeado pelo presidente George W. Bush no final de 2006, é considerado uma voz moderada na equipe de segurança nacional e representa um sinal importante de continuidade. Obama disse anteriormente que incluiria republicanos em seu gabinete, e Gates, de 65 anos, foi elogiado por integrantes de ambos os partidos desde que assumiu o Pentágono após Donald Rumsfeld.

SECRETÁRIO DO TESOURO

* Timothy Geithner, presidente do Federal Reserve de Nova York, será o principal responsável por administrar a atual crise econômica. Ele está diretamente envolvido nos esforços para o resgate do setor e defende um marco regulatório unificado para os bancos mais importantes do sistema financeiro global.

SEGURANÇA INTERNA

* Janet Napolitano, a governadora democrata do Arizona, vaichefiar o Departamento de Segurança Interna dos EUA, uma vasta agência criada para melhorar a defesa civil depois dos ataques de 11 de Setembro.

CONSELHO ECONÔMICO NACIONAL

* Lawrence Summers, de 53 anos, foi escolhido para dirigir o Conselho. Summers foi secretário do Tesouro no último ano e meio de mandato de Bill Clinton, e há meses dá consultoria a Obama, inclusive na sua resposta à crise financeira iniciada durante a campanha.

ASSESSOR DE SEGURANÇA NACIONAL

* O general reformado dos Marines James Jones, ex-comandante operacional da Otan, foi escolhido por Obama para ser seu assessor de Segurança Nacional. Jones é amplamente respeitado por democratas e republicanos e evitou alinhar-se com qualquer um dos partidos. Mas ele é conhecido por ter sido crítico à condução da guerra do Iraque pela administração Bush.

SECRETÁRIO DE JUSTIÇA

* Eric Holder, ex-funcionário do Departamento de Justiça na administração de Bill Clinton, ficará com o Departamento de Justiça. Holder, que era vice-procurador-geral de Justiça no governo Clinton, foi um dos principais assessores do presidente eleito durante a campanha e ajudou na avaliação dos candidatos a vice de Obama.

SECRETÁRIO DE ENERGIA

* Steven Chu, diretor do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley, um dos ganhadores do prêmio Nobel de Física de 1997, defendeu soluções científicas para o aquecimento global e fez com que o laboratório Lawrence Berkeley se tornasse o líder mundial em pesquisas de energias alternativas e renováveis.

SECRETÁRIO DO INTERIOR

* O senador Ken Salazar, do Colorado, que tem experiência como advogado ambiental, foi escolhido chefe do departamento do interior. Filho de norte-americanos descendentes de mexicanos, ele é uma das duas pessoas hispânicas escolhidas para o gabinete de Obama. Salazar provavelmente será um membro-chave da equipe energética de Obama, responsável pela avaliação do arrendamento de terras federais para extração de petróleo e gás.

SECRETÁRIO DE COMÉRCIO

* Bill Richardson, governador do Novo México, foi o indicado. Ex-embaixador dos EUA na ONU e ex-secretário de Energia do governo de Bill Clinton, Richardson apoiou Obama depois de retirar a sua própria pré-candidatura a presidente. É de origem hispânica.

COORDENADORA DE ENERGIA E MEIO AMBIENTE

* Carol Browner, ex-chefe da Agência de Proteção Ambiental no governo Clinton, foi nomeada para o novo cargo, que coordenará as políticas da Casa Branca para questões de energia, clima e meio ambiente. O novo cargo deve coordenar também a política contra a mudança climática.

AGÊNCIA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL

* Lisa Jackson foi comissária do Departamento de Proteção Ambiental em Nova Jersey e agora foi indicada para um cargo semelhante em nível federal no governo Obama. Jackson trabalhou durante 16 anos na APA, na sede em Washington e em Nova York.

SECRETÁRIO DE HABITAÇÃO E DESENVOLVIMENTO URBANO

* Shaun Donovan, diretor do Departamento de Habitação de Nova York, foi indicado por Obama para comandar a pasta encarregada de fornecer moradia acessível a todos os norte-americanos. Donovan, formado em Harvard, trabalhou no departamento na época de Bill Clinton.

SECRETÁRIO DE SAÚDE E SERVIÇOS HUMANOS

* Tom Daschle, ex-líder no Senado, apoiou Obama desde o início da campanha. Caberá a ele comandar a reforma da saúde pública. A escolha de um político tão importante indica que Obama vai priorizar o cumprimento da sua promessa de dar plano de saúde para 46 milhões de norte-americanos que hoje estão descobertos.

SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO

* Arne Duncan, diretor do sistema de escolas públicas de Chicago, formou-se em Harvard e é amigo íntimo do presidente eleito. À frente do terceiro maior distrito educacional dos EUA, tornou-se conhecido por cobrar mais eficiência de professores e escolas.

SECRETÁRIO DE AGRICULTURA

* Tom Vilsack, ex-governador do Estado de Iowa, é o escolhido de Obama para a Secretaria da Agricultura. Vilsack apóia regras mais duras para os subsídios agrícolas e biocombustíveis de nova geração. Um de seus principais desafios como governador foi levar um agribusiness de alta tecnologia para Iowa.

(Reportagem de Deborah Charles, Caren Bohan, Andrew Quinn, Jeff Mason em Washington)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG