SAIBA MAIS-Gustav traz riscos/oportunidades a candidatos nos EUA

1o de setembro (Reuters) - A passagem do furacão Gustav pela costa sul dos EUA traz desafios imprevisíveis para os candidatos à Presidência dos EUA, Barack Obama e John McCain. Três anos depois do furacão Katrina, a desastrada reação do governo Bush permanece como um legado negativo, a ser superado pelo Partido Republicano. Nenhum político quer sofrer o mesmo destino.

Reuters |

Conheça alguns dos riscos e oportunidades para os candidatos.

* Ambos precisam demonstrar firmeza e compaixão pelas vítimas, mas sem passar a impressão de oportunismo. McCain visitou um centro de coordenação do Mississippi no domingo, e um centro de atendimento em Ohio na segunda-feira. Obama disse que não pretende sobrecarregar os serviços de emergência com visitas à região.

* O furacão coincide com a convenção republicana, e uma reação eficiente pode ajudar McCain a deixar para trás as más recordações do Katrina. Mas a tempestade obrigou o partido a rever a agenda da convenção, cancelando várias etapas e dando ênfase ao auxílio a eventuais vítimas.

* Gustav --que chega aos EUA poucos dias depois do terceiro aniversário do Katrina-- pode colocar o próprio Bush de volta sob os holofotes, algo que é ruim para McCain, que vem tentando se distanciar do impopular presidente.

* Obama pretende se valer da sua lista de 2 milhões de simpatizantes para colaborar no atendimento às vítimas. Mas o fato de não ir à região pode atrair comparações com Bush, que demorou a visitar Nova Orleans depois do Katrina.

* Todos os governadores dos Estados afetados --Louisiana, Mississippi, Alabama e Texas-- são republicanos, o que dá a McCain uma vantagem em visitas à região e coleta de dados.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG