SAIBA MAIS-Democratas largam na frente na disputa pelo Senado

(Reuters) - Os democratas tentam na terça-feira aproveitar a crise econômica e a impopularidade do governo Bush para conquistar uma supermaioria de 60 vagas no Senado, algo inédito nas três últimas décadas. O controle de dois terços da Casa permite que o partido impeça obstruções regimentais de seus rivais republicanos. Atualmente, os democratas têm um controle de 51-49. Estão em disputa 35 vagas, sendo 23 ocupadas por republicanos e 12 por democratas.

Reuters |

Na Câmara, a bancada democrata deve crescer em até 30 deputados. Atualmente, os democratas dominam (235-199). Todas as 435 vagas estão em disputa.

Conheça resultados já definidos na disputa pelo Senado, e alguns ainda em aberto:

DEFINIDOS

- Conforme previsto, o democrata Mark Warner conquista na Virgínia a vaga deixada pelo republicano John Warner, que está se aposentando após 30 anos como senador. Eles não são parentes.

- Na Carolina do Norte, as projeções indicam a derrota da republicana Elizabeth Dole para o senador estadual democrata Kay Hagan.

- Uma terceira vaga republicana foi conquistada por Jeanne Shaheen, democrata que venceu John Sununu em New Hampshire, segundo a imprensa.

- Já o líder republicano no Senado, Mitch McConnell, parece conseguir um quinto mandato pelo Kentucky, depois da acirrada disputa contra o empresário democrata Bruce Lunsford.

- A republicana moderada Susan Collins parece também conseguir a reeleição no Maine, dificultando a possibilidade de os democratas conseguirem a "supermaioria" de 60.

RESULTADOS PENDENTES

- No Alasca, Ted Stevens, republicano com mais tempo de Senado em toda a história, foi condenado por corrupção em 27 de outubro, mas manteve sua candidatura contra o prefeito democrata de Anchorage, Mark Begich. Stevens busca seu oitavo mandato de seis anos.

- Em Minnesota, o republicano Norm Coleman tenta a reeleição contra o democrata Al Franken, ex-participante do programa humorístico "Saturday Night Live".

- Na Geórgia, Saxby Chambliss tenta seu segundo mandato, contra o democrata Jim Martin, ex-senador estadual.

- A única vaga democrata ameaçada é a de Mary Landrieu, na Louisiana, onde o ex-secretário estadual do Tesouro John Kennedy, republicano, tem chances.

- Na Câmara, uma das disputas mais interessantes envolve o deputado Chris Shays, de Connecticut. Esse moderado é o único republicano que ainda representa a Nova Inglaterra na Câmara, mas pode perder a vaga para o democrata Jim Himes, ex-executivo de Wall Street.

- Nick Lampson, do Texas, é considerado um dos deputados democratas mais vulneráveis. Ele representa um distrito fortemente republicano, onde o ex-líder republicano na Câmara Tom DeLay já teve domínio absoluto. Lampson enfrenta o republicano Pete Olson, ex-piloto da Marinha e ex-funcionário do Congresso.

(Reportagem de Thomas Ferraro e Richard Cowan)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG