Saiba mais sobre James Murdoch, herdeiro de magnata da mídia

Presidente da News Corp. na Europa e Ásia, quarto filho de Rupert Murdoch se vê ameaçado no cargo por escândalo de escutas ilegais

iG São Paulo |

Ambicioso, empreendedor e impulsivo, James Murdoch, presidente da News Corporation na Europa e na Ásia, será o herdeiro do império de seu pai, Rupert Murdoch, se o escândalo das escutas ilegais assim permitir.

Mais interessado no mundo da televisão e da internet do que no da imprensa escrita, neste ano o filho adulto mais novo de Murdoch foi nomeado por seu pai a terceira pessoa com mais poder no grupo de comunicação News Corp.

AP
James Murdoch presta depoimento à comissão parlamentar sobre o escândalo de escutas ilegais do News of the World
James, de 38 anos e presidente da plataforma de televisão britânica BSkyB, foi o responsável por desenhar a criticada estratégia para enfrentar o grave escândalo de escutas ilegais que castiga a empresa familiar. Foi ele quem decidiu fechar o centenário News of the World e pagar indenizações extrajudiciais a algumas das vítimas dos grampos do tabloide.

Mas muitos duvidam de que ele possa vencer esse grande escândalo. Embora conhecido no mundo dos negócios como um executivo seguro e desafiador, durante uma recente entrevista a um canal de televisão britânico, o quarto filho de Murdoch mostrou-se dúbio e trêmulo ao defender as supostas más práticas dos meios que administra.

O biógrafo de Rupert Murdoch, Michael Wolf, escreveu em 2008 que James "é agressivo, implacável, focado, reservado, capacitado e preciso. Seu pai está obviamente orgulhoso dele".

Digno filho de seu pai, James é impulsivo e nunca teve medo de dizer de maneira veemente o que pensa, como quando em 2009 atacou durante uma conferência em Edimburgo a rede pública britânica BBC por considerar que ela representa "uma ameaça" à independência do jornalismo, o que desatou uma enorme polêmica.

James nasceu em 1972 em Londres, onde vive com sua mulher e seus dois filhos. No ano de seu nascimento, seu pai começou uma frenética fase expansiva de seu grupo de comunicação que levou a família a uma vida nômade.

A princípio, James não parecia o filho mais promissor. Estudou cinema e história na prestigiosa Universidade de Harvard, nos EUA, mas nunca terminou a licenciatura. Durante os anos de estudante, fundou uma revista satírica e, em meados dos anos 90, iniciou um selo fonográfico, Rawkus Records, especializa no estilo musical hip-hop.

Embora nunca tenha registrado muito lucro, seu pai quis estender-lhe a mão e comprou a fonográfica, momento no qual James se transformou no responsável pela área musical do império Murdoch.

Na época do boom das empresas da internet, o jovem executivo se aventurou sem muito sucesso em vários negócios, erros que seu pai perdoou pelas conquistas na gestão de vários canais de televisão na Ásia.

Em 2003, Murdoch nomeou seu quarto filho executivo-chefe da plataforma de televisão digital BSkyB, da qual a News Corp. detém 39%. Essa nomeação foi muito criticada por indicar que o magnata administrava um império midiático de dimensão global com fortes doses de nepotismo.

Apesar disso, as responsabilidades de James, que aos 30 anos já era o diretor mais jovem de uma empresa cotada na bolsa de valores de Londres, foram aumentando continuamente. Em 2007, foi nomeado responsável das áreas de negócio da Ásia e Europa, transformando-se em uma das pessoas mais poderosas da companhia. Nessa época seu irmão mais velho, Lachlan, começou uma aventura empresarial por contra própria na Austrália que o distanciou da sucessão, embora continue vinculado ao negócio familiar.

Durante a crise das escutas ilegais que castigam a News International, a filial britânica da News Corp., James contou com a confiança total de seu pai, mas não foi capaz de aplacar a onda de aversão em direção ao grupo de comunicação.

Segundo a BBC, o Conselho de Administração da BskyB poderia decidir nesta semana a destituição de James como presidente, enquanto alguns aventuram que poderia ser julgado por negligência e consentimento ao permitir os grampos telefônicos.

Alguns analistas também acreditam que Murdoch está posicionando sua filha Elisabeth, de 42 anos, como uma possível sucessora no caso de James ser forçado a renunciar pelo caso ou for preso. O que parece certo é que, se finalmente James chegar à frente da News Corp., esse já não será o poderoso e intocável império midiático controlado por seu pai durante décadas.

*Com EFE e AP

    Leia tudo sobre: news of the worldjames murdochmurdochnews corp

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG